Os Estados Unidos não vão mais apoiar o ingresso do Brasil na OCDE

Redação Por: Redação

Política Novidades

Publicado em 10/10/2019 14:58h

Os Estados Unidos não vão mais apoiar o ingresso do Brasil na OCDE

Foto: Kevin Lamarque / Reuters

 

Paulo Guedes já havia sido informado pelos Estados Unidos de que o Brasil não seria indicado.

O governo dos Estados Unidos desistiu de apoiar a candidatura do Brasil à OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), de acordo com publicação da agência Bloomberg desta quinta-feira, 10.

O secretário de Estado Mike Pompeo não quer discutir uma ampliação do clube de países mais ricos, de acordo com uma cópia de uma carta dele enviada ao secretário geral da entidade, Angel Gurria, no dia 28 de agosto, afirma a agência - ele só apoia as candidaturas da Romênia e da Argentina.

Apoio intermitente

Em maio deste ano, os Estados Unidos havia declarado apoio à entrada do Brasil na OCDE, de acordo com uma publicação do Itamaraty em rede social que foi compartilhada também pela Embaixada dos EUA em Brasília.

"O presidente Trump já tinha garantido seu apoio de maneira muito clara, de forma que a confirmação era esperada aqui no ambiente da OCDE", afirmou, na época, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. "Isso foi extremamente relevante. Era, talvez, a principal peça que faltava para que nós possamos, no mais breve prazo, começar o processo de adesão", disse Araújo.

Guedes já sabia

O jornal Antagonista, afirma em uma reportagem que o ministro da Economia, Paulo Guedes, já havia sido informado pelos Estados Unidos de que o Brasil não seria indicado para a OCDE. De acordo com a informação, os americanos preferiram apoiar a entrada de Argentina e Romênia, mas o ministro da Economia minimizou a decisão.

 

Fonte: O Sul

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Lago de Tucurui - Blog de Notícias